sábado, 15 de setembro de 2018

domingo, 2 de setembro de 2018

escrevo isso



escrevo isso com os ossos
com sangue e fluidos
tudo é terrível
a menos que estejas sorrindo
mas enquanto isso
vale cada gota de suor
cada subida á montanha
cada fracasso tentativa e erro
cada canto desesperado e assobio de velhas canções que nos fazem acreditar que mais que tudo
é preciso e necessário
essa lágrima
esse frio no estômago
essa multidão de nãos
para que 
você sabe
nós dois sorrindo

sábado, 1 de setembro de 2018


312 da Martiniano de Carvalho jamais deixará de existir

enquanto isso aí, eu no meu canto adivinho, nós dois sorrindo

eles dizem:
- proibido.

proibido qualquer coisa aliás, mas, eu e você, outra vez, nem aí